A você, com amor – Vinícius de Moraes

A você, com amor – Vinícius de Moraes

A você, com amor – Vinícius de Moraes

O amor é o murmúrio da terra
quando as estrelas se apagam
e os ventos da aurora vagam
no nascimento do dia…
O ridente abandono,
a rútila alegria
dos lábios, da fonte
e da onda que arremete
do mar…

O amor é a memória
que o tempo não mata,
a canção bem-amada
feliz e absurda…

E a música inaudível…

O silêncio que treme
e parece ocupar
o coração que freme
quando a melodia
do canto de um pássaro
parece ficar…

O amor é Deus em plenitude
a infinita medida
das dádivas que vêm
com o sol e com a chuva
seja na montanha
seja na planura
a chuva que corre
e o tesouro armazenado
no fim do arco-íris.

A você, com amor – Poemas Esparsos – Vinícius de Moraes

Soneto: Amar – Paulo Braga Silveira Junior

Amar sei que eu não soube e é bem possível
que não lhe aprenderei mesmo que o queira;
tentar de novo o amor virou canseira
pois creio que lhe sou incompatível!…

Me esforço como posso e fico à beira
de acreditar até no impossível,
mas chego perto e o vejo em outro nível
bem mais além da linha da fronteira.

Nós não nos entendemos… Sou-lhe cego
e busco só o prazer que inflama o ego
vivenciando as chamas da paixão…

Sei que eu não soube amar… Nem saberei!
Fiz, do egoísmo em mim, meu próprio rei
a governar sem povo o coração.

Veja também:

Na esperança de teus olhos – Vinícius de Moraes

Acompanhe-nos no Facebook – CLIQUE AQUI!

0 Comentários

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: