Piada

Piada

Piada

Piada fiz do que hoje me é passado,
zombando dos amigos e da vida
sem dar qualquer pelota pra torcida
qualquer que fosse aquela do meu lado.

Fiz troça, numa força desmedida,
gozando do futuro me esperado
se como já me houvesse acostumado
à sorte pelo tempo me estendida.

Mas tudo que se planta volta um dia
por resultado certo, em garantia
do investimento feito na jornada…

O troco me foi dado de presente
e eu vejo, entristecido e descontente,
que hoje a minha vida é uma piada!

Soneto: Piada – Paulo Braga Silveira Junior – Julho/2020

Sonetos Novos Livro Lançamento

110 NOVOS SONETOS

Outros Sonetos

Barco

Papel

Culpado

Sonhei

Excitação

Leito

Poesia, Poema e Soneto

Felicidade (Beatrix dos Reis Carvalho)

Nessas tardes de estio, luminosas,
Deslumbrantes de flores e perfumes,
Quando pelo ar se espalham caprichosas,
As estrellas da terra, os vagalumes,

Quédo-me olhando as arvores frondosas,
Que coroam de verde os altos cumes…
E sonho… As folhas tristes, preguiçosas
Junto de mim sussurram mil queixumes.

Um mixto de alegria e de ansiedade,
Faz-me prever uma felicidade,
Que será de infinita duração.

E essa ventura que minha alma espera,
Terá todo o esplendor da Primavera,
E a pompa fulgurante do Verão!

Dedicatória (Beatrix dos Reis Carvalho)

Presinto dentro dalma um sonho bello,
Todo doirado de felicidade,
Que sulcará de viva claridade
Minha vida, prendendo-a qual um élo.

E, se algum dia esse meu grande sonho,
Que eu imagino cheio de venturas,
Sonho que saberá das amarguras
Fazer surgir o dia mais risonho;

Se alguma vez esse meu sonho grande,
Que cresce dia a dia e mais se expande
Souber florir qual lótus entre o lodo;

Será então a elle, sim, será
Que o meu peito feliz dedicará,
Contente, alegre, a rir — o livro todo!

3 Comentários

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: