Provocação

Provocação

Provocação

O tempo todo é só provocação
que vem dessa mulher na minha vida…
Me instiga o quanto quer, essa bandida,
até que eu perca o prumo da razão!

Provoca o ego, o senso e, de incontida,
as coisas que lhe vão no coração
me atira com tamanha precisão
que a minha paz se vai, longe e perdida…

Me atiça no sorriso seu matreiro,
no olhar de gata de um tiro certeiro
e atinge sem piedade esse meu peito…

Maior provocação, à luz da lua,
é quando ela me vem sedenta, nua,
matar-me de prazer… Bem do seu jeito!…

Soneto: Provocação – Paulo Braga Silveira Junior – Maio/2020

Poesia em Sonetos

Outros Sonetos

Vou com um passo

Parti

Princesa

Dá-me as mãos

No Amor

Que falta!

Poesia, Poema e Soneto

CONFIDENCIAS (Beatrix dos Reis Carvalho)

“Como é cruel amar sem ser amada”,
Disseste, minha amiga, arfando o peito,
“Com nossa alma de dores torturada,
“Mostrar o rosto alegre e satisfeito;

“Trazer á flôr dos lábios um sorriso,
“Tendo no coração fúnebres círios;
“Mentindo ao mundo estar num Paraiso,
“E estar sofrendo barbaros martírios…”

E eu repliquei: E’ sempre a mesma historia:
Uns encontram no amor a sua gloria,
Outros perdem no amor seus ideais,

Achando alivio só na morte adunca…
Quem ama sem sofrer não ama nunca;
Quem sofre pelo amor ama demais!

SONHO (Beatrix dos Reis Carvalho)

Quisera ser um pouco de fumaça
Para poder subir, e, levemente,
Colocar-me na altura transparente,
Bem longe da tristeza e da desgraça…

Com esse pensamento que não passa,
Ergo os meus olhos para o fosco poente,
E assim se eleva, junto á aragem quente
o meu sonho, que a lua em breve abraça…

E o tempo vai passando… Eu, esquecida,
Fico á janela sem pensar na vida,
Olhando a vida que ante mim esvoaça…

Nesses momentos de melancolia,
Tenho inveja da bruma que vadia,
Da nuvenzinha branca de fumaça.

3 Comentários

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: