Soneto : Total (Paulo Braga Silveira Junior)

Soneto : Total (Paulo Braga Silveira Junior)

Soneto : Total (Paulo Braga Silveira Junior)

Visível foi, na face, o teu rubor
assim que o meu olhar de homem safado
tocou no teu, cativo e enamorado,
roubando-te a pureza e o teu amor.

Ali eu te despi, por consumado
o pensamento em mim tão sem pudor
e o corpo teu, tomado de calor,
se estremeceu por tanto desejado.

Nos olhos meus tu viste a sede, a fome,
e este desejo intenso te consome
querendo a entrega insana da paixão…

Eu, nua, te deixei só de te olhar
porém, assim que o amor se consumar,
tu me darás, também, teu coração!

Paulo Braga Silveira Junior – Dezembro/2019

Outros Sonetos

Erro

Nua

A Ele

A Mulher

A nossa casa

Simples

5 Comentários

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: